img-book
Categorias: , Etiqueta:

Arte Primitiva
de Franz Boas

de: Franz Boas

Franz Boas (1858-1942) é geralmente considerado o fundador da antropologia americana. Nascido em Minden, na Alemanha, doutorou-se em Física pela Universidade de Kiel, onde estudou também Geografia e Matemática. No decurso de uma expedição científica às Ilha de Baffin, entre 1883 e 1884, interessou-se pela cultura esquimó, o que motivou, em 1886, a sua emigração para os Estados Unidos e o levou a dedicar-se à antropologia. Nessa altura, Boas iniciou o seu trabalho de campo entre os Kwakiutl e outros povos da costa Noroestre do Pacífico.
O seu interesse pelos povos que viriam a constituir-se no foco do seu trabalho futuro começa, de facto, pelo contacto com os objectos recolhidos naquela região por Johan Adrian Jacobsen, e a cuja preparação para exposição Boas dedica grande parte da sua actividade no recém-criado Real Museu Etnográfico de Berlim. Este é também o início de uma ligação à museologia etnográfica que se prolonga e reforça com a sua actividade de curador de etnologia no Americam Museum of Natural History, de Nova Iorque, entre os anos de 1896 e 1905. Franz Boas foi também, de 1899 até à sua morte, professor na Colômbia University, onde se tornou a principal figura no estabelecimento da antropologia moderna nos Estados Unidos.
Com The Mind of Primitive Man (1911) e Race, Language and Culture (1940), Arte Primitiva (1927), é um dos livros mais importantes duma obra imensa, cobrindo todos os domínios da antropologia.

30,22

Tag:
Autor/a
Livros disponíveis de Franz Boas
sobre o livro
Detalhes

Editora: Fenda
Data de publicação: 1996 (1927)
Nº de páginas: 358