img-book
Categorias: , Etiqueta:

Folhas das Folhas de Relva
de Walt Whitman

de: Walt Whitman

«Toda revolução digna deste nome produz seu grande poeta. “Antena da raça”, o poeta capta, nos tempos de comoção social, a tremenda energia vital liberada pelas grandes transformações coletivas, em seu momento agudo, revolucionário ou insurrecional. Assim, se Maiakovski é o poeta da Revolução Russa, não é exagero dizer que Walt Whitman (1819-1892) é o poeta da Revolução Americana, ocorrida uma geração (1776) antes do seu nascimento. Da revolução que expressa, a poesia de Whitman herdou todos os traços fundamentais: o libertarismo individualista, o igualitarismo antifeudal, a vitalidade inaugural do capitalismo na América, o otimismo ativista de um povo de vikings, a vertigem da abertura de inimaginadas fronteiras geográficas, econômicas e técnicas. E também emocionais, existenciais e pessoais. “This is a big country”. “This is a free country”. Nessas frases, que decoramos em filmes de faroeste, condensa-se o essencial da ideologia que informa os versos do pai do verso livre, o pai do verso louco, o pai do verso novo. Assim como a Revolução e o Sonho Americano libertaram, nos EEUU, o indivíduo (se devidamente branco) dos entraves do feudalismo, assim Whitman libertou o verso dos duros deveres da métrica, convencionais como os aparatosos cerimoniais das cortes do Velho Mundo. Whitman, a rigor, o primeiro poeta a fazer versos livres, é o libertarismo da jovem república, fronteira aberta a oeste, projetado em plano formal. Para realizar, no texto, tudo isso, o poeta de “Whispers of Heavenly Death” desenvolveu um poderoso híbrido, em matéria de linguagem. Uma dicção algo entre a poesia e a prosa, determinada por um movimento retórico (retórico, aqui, significando, no sentido grego original, de rétor, orador, envolvido num processo de convencer, dissuadir ou persuadir uma platéia, através da palavra viva e dita).» (Do Prefácio de Paulo Leminski)

3,50

Tag:
Autor/a
Livros disponíveis de Walt Whitman
sobre o livro
Detalhes

Editora: Brasiliense
Data de publicação: 1983
Nº de páginas: 144