img-book
Categorias: , Etiqueta:

Odes Olímpicas
de Píndaro

de: Píndaro

«As Odes Olímpicas são composições poéticas compostas para celebrar o triunfo dos vencedores nos jogos olímpicos, os jogos mais importantes realizados na Grécia. Além de seu caráter de competições desportivas, os Jogos Olímpicos serviam para manter o espírito de unidade de toda a Grécia, porquanto, durante a sua celebração, era proclamada uma trégua sagrada e […]

12,00

Tag:
Autor/a
Livros disponíveis de Píndaro
sobre o livro
Overview

«As Odes Olímpicas são composições poéticas compostas para celebrar o triunfo dos vencedores nos jogos olímpicos, os jogos mais importantes realizados na Grécia. Além de seu caráter de competições desportivas, os Jogos Olímpicos serviam para manter o espírito de unidade de toda a Grécia, porquanto, durante a sua celebração, era proclamada uma trégua sagrada e suprimiam-se os confrontos entre as diferentes Cidades-Estado (Poleis). Por tudo isto, estas composições triunfais serviam não só para enaltecer as condições atléticas do vencedor como eram também uma ocasião para exaltar os ideais gregos de beleza e força física, pois proclamavam o homem perfeito como parecido com os deuses. […]

«O António [Caeiro], como pude comprová-lo, depois de o ter conhecido pessoalmente, é um mago da palavra, porque é um mago do pensamento. Combina, com excepcional maestria, reflexão profunda e expressão precisa e poética. Se somarmos a essas qualidades, o seu domínio da língua e gramática gregas não é surpreendente que o resultado final seja uma tradução em que se combina profundidade e clareza, reflexão e poesia. Traduzir Píndaro, e falo a partir de uma experiência pessoal, é um prazer com o qual se recompensam as horas de estudo investidas para aprender grego clássico. António plasma neste livro o trabalho que Píndaro atribui aos homens inteligentes: “É necessário um intérprete para as pessoas comuns”. E fá-lo, porque, como sábio que é, “vê muitas coisas por natureza.” «Com este livro, não haverá nuvens de esquecimento que afastem a nossa leitura do caminho correcto e manteremos até ao fim dos nossos dias uma velhice corajosa.»
María José Martín Velasco, do Prólogo

Detalhes

Editora: Abysmo
Data de publicação: 2017
Nº de páginas: 72