Juntas #2 – Tertúlia Feminista
dia 01/07/2017

Ontem voltámos a sentar-nos à volta da mesa para ler, ouvir e conversar sobre poesia escrita por mulheres. Como referiu Júlia Zuza, organizadora da tertúlia ‘Juntas’, de que recebemos ontem a segunda edição, a autoria feminina dos textos é a única regra estabelecida à partida. Não tanto pela necessidade de sublinhar um modo especificamente feminino de escrever – bem pelo contrário, o que se constata é que a escrita das mulheres é muito diversificada, seja no que se refere ao género literário, à temática, ao tom, etc. –, mas por ser urgente criar espaços de visibilidade para as mulheres que escrevem.

Tal como havia sucedido na primeira edição, Júlia Zuza convidou outras duas autoras – Raquel Serejo Martins e Rita Telhada – e as três leram diversos textos, uns da autoria das próprias e outros de outras autoras. Houve depois ainda oportunidade para outras pessoas presentes lerem alguns textos. Em resumo, além de alguns poemas das oradoras, pudemos tomar contacto com boa poesia de autoras portuguesas, brasileiras, argentinas, uruguaias, etc.